"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

terça-feira, 28 de agosto de 2018

“Despertar” (17/08/2018)

Todo dia quando acordo
O celular inteligentemente me sugere

Adiar

Mas o que posso esperar de um dia
Onde o primeiro compromisso que assumo
É deixar para depois

Na cama cabe qualquer tempo e espaço
Só que e a minha vida?
Vai me esperar?

A verdade é uma fuga
Nove minutos para escapar
Assusta não saber do quê

O que vale evitar?
Podemos realmente não sentir?

Os olhos não vão longe
A consciência me supera

É dia

Minha única chance é o coração
Para resgatar o que esqueci
Para que a luta não seja em vão

O depois é a esperança
De nunca chegar


A hora

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário