"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

terça-feira, 18 de julho de 2017

"O cheiro" (16/05/2017)

Sabe o cheiro que mais incomoda no mundo?
Cheiro de gente
E não estou falando do suor do trabalho
Nem do marido que chega da pelada de final de semana
Estou falando de quem dorme na rua
Que raramente toma banho ou troca de roupa
Que por circunstâncias que desconhecemos
Mas adoramos julgar
Se encontram na margem da sociedade

Você sabe o que fazemos quando sentimos esse cheiro?
Nós fechamos os olhos
Nós viramos a cara em desgosto
E ao fazê-lo você sabe o que acontece?
Nós deixamos de enxergar a humanidade
Quase perdida no olhar do outro
E ao negar nosso olhar
Negamos talvez a última coisa que ainda o fazia se sentir gente

Muitos são loucos, bêbados, doentes, desempregados
Mas quantos de nós sentimos o desespero?
Quantos de nós estivemos na beira do completo desequilíbrio?
Quantos de nós não fomos ajudados pela família e amigos?
E se no próximo minuto você se encontrasse sem nada
Ao que você se entregaria?

Quem sabe seja inocência os 50 centavos que levo no bolso
Quem sabe seja um simples alívio de consciência
Quem sabe seja hipócrita , pouco, ridículo, inútil
Mas como pessoas viram corpos estranhos na nossa rotina?
Quando estendo a mão talvez tire alguém do ostracismo
E um talvez é melhor que um nada
É melhor do que a verdade impregnada na nossa pele

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário: