quinta-feira, 14 de julho de 2016

“Trocado” (29/06/2016)

Moeda no bolso não faz ninguém solidário
Não tem valor que compra coração
Geralmente é na falta do tostão que se divide o pão
A distância é gigantesca do que sobra, do que nada tem
É preciso ímpeto, vontade, oportunidade
Mas acima de tudo é preciso despretensão
Pois o que carregamos no bolso não é para troca
Doar a alma é o único jeito de mover outra vida

Ass: Danilo Mendonça Martinho

4 comentários:

  1. Só assim é uma troca justa.

    Abraço, poeta.

    ResponderExcluir
  2. Sempre te admirei, adoro os teus escritos... Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por acompanhar Sônia. =)

      Excluir