"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 4 de abril de 2016

“Pressa” (11/03/2016)

Ligereza sim
Pois a língua é viva
E a vida curta demais
Falta em mim a destreza
De complicar a palavra
Para fazer versos tais
Vivo num tempo de avareza
No espírito da poesia
Na cabeça formada de intelectuais
Não me sobram muitas certezas
O mundo mudou de muitas maneiras
E o romance vai chegar tarde demais

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário:

  1. no tempo de cada um, escrevemos linhas... às vezes, mancas. às vezes, duvidosas... mas ainda assim, escreveremos sempre. com ou sem pressa.
    Um beijo,
    Simone Huck

    ResponderExcluir