"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

terça-feira, 12 de abril de 2016

“Admito” (18/03/2016)

Deus, eu tenho um sonho
Talvez não seja muita coisa
Se bem que nunca soube o que seria demais
É quase para ser feliz
É quase para ser para sempre
Mas tenho medo de sonhar acordado
Do desejo estar vestido de fantasia
Da vontade ser apenas uma questão de proximidade

Deus, eu sonho demais
Com sorrisos fáceis
Com dinheiro no bolso
Com família e esperança
Numa vida que é uma só
Mas não sei o que me cabe
O propósito do meu sentir
A verdade da minha alma

Deus, eu sei que tenho um sonho
Eu sei que ele é grandioso
Eu sei que ele me trará paz
Eu sei que ele fará sentido
O que serei daqui para frente
Apenas não consigo vê-lo claramente
Não consigo fazer dele uma escolha
Pois quero ser levado por ele

Deus,
eu espero pelo sonho
Qualquer um que avance
Qualquer um que me liberte
Uma ideia para abraçar
Uma dúvida para esquecer
Mas somos apenas um paradoxo
Eu preciso que ele venha para embarcar
Ele precisa que eu embarque para existir

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário: