"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

domingo, 27 de setembro de 2015

“Leme” (25/09/2015)

Todo barco tem norte
Todo mar tem tempestade
Todo porto é passageiro
Toda rota tem desvio
Toda estrela é guia
Todo amor é náufrago
Todo destino tem sonho
Toda maré tem vontade
Todo encontro é tesouro
Todo vento tem favor
Todo amanhã é incerto
Todo capitão tem saudade
Todo coração levanta vela
Toda alma rema
Toda viagem é para voltar

Ass: Danilo Mendonça Martinho

domingo, 20 de setembro de 2015

“Entorno de alma”

Meu sonho é dizer adeus, mas como ser livre?
O peso dos dias me faz pedir aos céus o que nunca precisei que fizessem por mim
Tudo que passa é tempo, ou pode ser vazio?
É alguma lição ou para testar o limite?
Não espero respostas apenas saídas
Estou agindo dentro da inércia 
Quem sabe a ilusão do movimento faça a vida caminhar
A verdade é que minha alma precisa de provas
Falta a coragem de abandonar o que é seguro
Falta a vontade para aguentar o que pode dar certo
Guardo as forças pelo que ainda acredito
Será que caibo dentro da fé?

Ass: Danilo Mendonça Martinho