"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

domingo, 10 de maio de 2015

“Teoria dos nós” (04/05/2015)

Não há exatidão nas palavras
Por isso amar não tem limites
Razões para ser são as mesmas de esquecer
Poderíamos aceitar o que é real
Mas somos a aposta da incerteza
Ser mesmo que chova ou seque
Voltar é mais natural do que seguir
A porta separa o tempo e o espaço
O abraço elimina o antes e o depois
O infinito não se aplica à escolha
Nosso caminho é através da parede
Rumo é encontrar entrada pro coração
Destino é aconchegar paz na alma
Enxergar todo dia os traços do sonho
O universo cabe no olhar
Dos meus fiz nossa morada
Com o sorriso beirando a palavra
Para quem passar ter uma ideia insensata
De como ser feliz

Ass: Danilo Mendonça Martinho

2 comentários:

  1. Poeta,
    Ao visitar o seu cantinho de poemas me sinto aconchegada ...E em paz, minha alma sorri através do seu olhar poético!

    Abraços,

    Ana Cristina

    ResponderExcluir
  2. Adoro essa delicadeza, essa visão bonita dos relacionamentos apesar de tudo...

    ResponderExcluir