"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

“Acuso”

Eu sinto que meu sonhar é extremamente perigoso. Sonhar não é acreditar, ele lhe dá o futuro como certo. A conquista pode se afastar da realidade em mais maneiras que a palavra pode se tornar silêncio. Aqui, do outro lado do sonho frustrado, nosso coração até se une com a razão para enxergar além da dor. O motivo da queda pode parecer obscuro, mas geralmente remete ao espírito com que entrou na batalha. É difícil dizer, mas os ceticismos me levaram mais longe, o cru, o inegável, os olhos sempre abertos. Não nego o sorriso que vem com o idealizado mundo de amanhã, mas que não passe disso. O vício da esperança pode se tornar uma expectativa real demais. Incapaz de permanecer no agora, fiquei desarmado na luta. Todo mundo sente o golpe. Nada é insignificante para alma. Não posso olhar para o lado, fui eu. Desvirtuei a fé, o desejo e a realidade sem encontrar saída e a última me trouxe de volta em uma única palavra. E o mesmo sonho te faz se sentir pouco, ínfimo, aquém. É perigoso sonhar longe do travesseiro. Colocar sentimentos antes dos fatos. Todo sentimento pode virar dor. Fui ridículo ao imaginar acima, melhor do que a chance, e essa me fechou a porta. Pois agora é meu sonho que vai aguardar, a realidade é feita de pedras sobre pedras e eu ainda tenho muito o que levantar aqui dentro.

Ass: Danilo Mendonça Martinho

4 comentários:

  1. Viver é o maior perigo de todos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Sonhos, vida e realidade. Três coisinhas que nem sempre se encaixam.
    Mas, ainda assim, é bom sonhar, mesmo que com os pés no chão, sem muitos devaneios, e aí entra o "não esquecer ou não fugir da realidade", mas, sobretudo, bom é viver, porque é vivendo que se transmuta sonho em realidade e se alcança a plenitude.

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  3. Assim que nos vemos realmente, temos chance real de mudar o todo.

    Abraços poeta!

    ResponderExcluir
  4. Uma verdadeira definição ''É perigoso sonhar longe do travesseiro.''

    Gosto de vir aqui.

    ResponderExcluir