"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quarta-feira, 22 de maio de 2013

“Cara Limpa”

Pela máscara do sorriso a lágrima também cai
Quantas são as nossas carapuças?
Quem realmente enxerga nossa alma?
Podemos culpar a indiferença alheia
Mas não foram os outros que levantaram a muralha

Somos frágeis, ridiculamente frágeis
Não bastasse, nossos sentimentos são alvos mais fáceis
A dor de um âmago prolifera da razão ao coração
Mas não me venha com copiosos afagos
A vida também foi feita para sangrar
O amargo é preciso como o entardecer

A lua cheia vem e a melancolia que sobe
Deixe tocar meus pés na tristeza
Abraçar a solidão de outros dias
Voltar a encontrar em mim a verdade
Ser feliz com um rosto livre de fantasias

Ass: Danilo Mendonça Martinho

5 comentários:

  1. Puro como deveria (e como já foi um dia)! Muito bom, Danilo...ainda mais nesta época em a verdade de caráter e sentimentos está tão deturpada...

    Abraço,

    Rafael

    ResponderExcluir
  2. "A vida também foi feita pra sangrar..."
    Creio piamente: a felicidade só vem sem hipocrisia. Rezemos.
    Um sorriso pra você querido!

    ResponderExcluir
  3. Deixa ser
    assim como estar
    mas dizes que passa
    e fica.

    ResponderExcluir
  4. Eu tendo desvendar máscara atrás de máscara, mas já não culpo quem precisa de fantasia para pular o carnaval...

    ResponderExcluir