"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

“Fada” (04/10/2012)

Os dentes que deixei debaixo do travesseiro deram lugar para um sorriso. Não há uma vez que o degradê do horizonte não me deslumbre. O cheiro da chuva preenche minha alma. O vento que bate suspira esperança. Os olhos que não desviam me dão alegria. Os abraços que me envolvem constroem um lar. A tristeza nas calçadas me revoltam. A negligência no poder me amargura. O sonho ainda me dá forças e a verdade proteção. O conformismo me deixa inquieto e a divergência me cria opinião. O outro pode ser companhia eterna. Ninguém precisa significar exclusão. O laço que une uma sociedade é compaixão. Respirar nos dá uma chance. O mundo nos dá uma escolha. A vida pode ser mágica. 

Ass: Danilo Mendonça Martinho

9 comentários:

  1. Bela poesia em prosa. O amor, contrariando o velho chavão, não nos deixa cegos, e sim nos confere um novo olhar sobre as coisas.

    ResponderExcluir
  2. Oi Danilo,
    Belíssimo texto,adorei lê-lo.
    A vida pode sim ser mágica,podemos fazer dos nossos dias coloridos e nos iluminar de alegria.
    dias de paz,=)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A luz está em todos nós, já diria uma poesia. Obrigado Suelen

      Excluir
  3. Sim, sim! A vida pode ser mágica!!!!!

    Querido, venho deixar a minha gratidão! Obrigada pela sua visita! Seus comentários me abraçam!

    Beijos!

    ResponderExcluir