quinta-feira, 20 de setembro de 2012

“Contexto” (17/09/2012)

O que aqui escrevo está condenado
Retrógrado, antiquado, parcial
Censurado e perseguido
Pelas causas que não nasceram

A palavra está sujeita ao futuro
Contextos mudam significados
Interesses pedem pontos de vista
Não há meio termos, apenas lados

O consagrado pode se tornar grotesco
Como um dinheiro que perde valor
Uma interpretação que desfaz uma obra
Quem serão esses donos da verdade?

Ninguém está aqui nesta escrivaninha
Como garanto que ninguém esteve lá
O passado não vai moldar o futuro
O poeta registra sua época
O homem constrói sua história

Ass: Danilo Mendonça Martinho

6 comentários:

  1. Acho que o passado só molda o futuro se a gente não o digere, se a gente reflete sobre o passado, podemos direcionar o futuro, mas se deixamo-nos ir, sem digerir, apenas o engolindo...nossos traumas , frustrações serão vômitos que irão nos guiar a um futuro sem realizações...porque "o homem é que constrói sua história"..beijos

    ResponderExcluir
  2. Teu blog é lindo! Parabéns!
    Vem conhecer o meu:

    leiakarine.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. A nossa escrivaninha é o lugar mais solitário, mas é o lugar que mais é nosso. É nela que nos desencontramos e, de forma estranha, nos fazemos versos.

    ResponderExcluir
  4. A beleza vai aos olhos de quem entende.

    ResponderExcluir