"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quinta-feira, 3 de maio de 2012

“Imperfeições” (25/04/2012)

Vivemos a procurar os nuances de um amor, as suas delicadezas idealizadas que o fará nosso e único. Pois cabelos encaracolados todo mundo tem, mas só o seu cai pro lado direito, arrepia de pertinho e me deslumbra andando na rua. Olhos bonitos todo mundo tem, mas amendoados recheados de chocolate e grandes para caber uma alma, só você. Teu sorriso é centralizado, discreto, tímido e sincero, meio que pede mais. O rosto tem outras miudezas como lábios finos e o nariz todo perfeitinho. Tua nuca tem um rabo de cabelos lisos como de bebês. Já teus braços levam as mãos firmes de dedos compridos com um dedão um pouco desviado. A silhueta não é igual das outras. Tem um corpo proporcional, vistoso que você sabe valorizar. Tuas pernas arrepiam e teus pés são pequenos como de um anjo. Abraço todo mundo tem, mas só o seu me fez ficar. 

Talvez não ser o outro, seja o melhor que possamos ser. 

Ass: Danilo Mendonça Martinho

7 comentários:

  1. Porque o único movimento do Amor deve ser sair de nós para saber o nome, o cheiro e o desenho de quem se ama e voltar depois. Inteiro.

    ResponderExcluir
  2. é uma descrição muito bonita e poética. Fiquei com os olhos cheios de água enquanto lia.
    Abraços.
    Iago Marcell.

    ResponderExcluir
  3. Dani, menos triste desta vez, né...belo!!!!Beijos

    ResponderExcluir
  4. A particularidade é o que torna belos.

    Abraços Poeta.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Amor te faz olhar sempre pros olhos mais brilhantes e pro sorriso mais cativante.
    Amor nos tornam lindos por nada.

    Muito bom Danilo.
    Homem de 2indices

    ResponderExcluir
  6. Ser é um risco que alguém repete mesmo sem querer.

    ResponderExcluir