"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quinta-feira, 19 de abril de 2012

“Paradoxos Existenciais” (18/04/2012)

Sou palavra
Entrelinha em fuga
Um subjetivo traço
Em um horizonte contínuo

Serei fiel ao verso
Mesmo que a ti tudo esconda
A verdade jazerá aqui
Impublicável e exposta

Posso ser um imaginário
Pura construção
A ficção também existe
Basta vestir a fantasia

Como ser humano
Passível de um fim
Livre nas escolhas
Incapaz de dizer o bom ou ruim

No futuro não sei
A consciência é viver
O passo não vai tão longe
O sonho faz o que quer

Indeterminado sujeito
Oculto minhas intenções
Postergo meu respirar
Num pretérito de palavras

Ass: Danilo Mendonça Martinho

9 comentários:

  1. Num pretérito de palavras cabem todas as imperfeições.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    no paradoxo, na entrelinha e no não exposto, sempre se encontra um poeta.

    Homem, 2indices.

    ResponderExcluir
  3. Bonito isso viu? Bom te visitar...um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Afinal, são esses paradoxos que nos mantêm vivos... que trazem sentido à existência!

    Belo, querido!!

    Um beijo e um viva às contradições demasiadamente humanas... ^^

    ResponderExcluir
  5. nossa adorei, muito inspirador s2s2s2

    ResponderExcluir