segunda-feira, 16 de maio de 2011

“Sacrifícios” (01/05/2011)

Beira tudo que é lágrima
E salta para o abismo
Mergulha no véu branco da alma
Salga a boca doce
Inunda todas as palavras
Escorre pelas cicatrizes
Ecoa onde nunca cheguei

A tua queda é o infinito
A dor, todo o viver
Onde meus olhos não visitam
Paira sobre tudo de mais sensível
Jamais será uma posse
És feita de liberdade
Resta apenas, também precipitar-me

Ass: Danilo Mendonça Martinho

15 comentários:

  1. Luiz Rafael de Assumpção Pereira16 de maio de 2011 20:30

    Fiquei sem palavras com a materialização do Poema "Sacrifícios"

    ResponderExcluir
  2. mergulha no veu branco da alma
    isso foi LINDO
    grandiosos versos querido...
    tens um dom fabuloso
    parabéns
    beijos

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. ''A tua queda é o infinito''. E as dores também aparentam ser. Belas palavras.

    ResponderExcluir
  4. tive a impressão de que se tratava de uma ave a voar...

    parece que era isso mesmo^^

    estou a te seguir

    ResponderExcluir
  5. Poxa, muito bom o blog, gostei mesmo, parabens, muitos bom tudo que li por aqui
    Estou te seguindoo
    quando puder passa la no meu tbm ;P
    http://essenciaego.blogspot.com/

    Té mais
    abrç

    ResponderExcluir
  6. Sacrifícios para o amor, para amar...

    Lindos versos!

    Beijos, querido!

    ResponderExcluir
  7. Belo poema!

    Que a liberdade seja sempre nossa essência.

    Beijos pra ti ;)

    ResponderExcluir
  8. palavras e sentidos dentro de cada letra
    aqui encontro

    abraços,
    fique com Deus!

    do menino-homem

    e continuemos...

    ResponderExcluir
  9. agradeço-lhe a visita
    seu comentário foi lindo *.*
    obrigada mesmo
    você é incrível
    bjos

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Para sentir plenamente somente saltando juntos.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. O salto ou o rompimento do chão, em escolha ou não, são voos livres - em consequência e fato.

    ResponderExcluir
  12. Cada palavra entregue nesta sofreguidão resolveram me valer aqui, um espaço novo de buscar alegria.
    Parabéns, suas poesias sabem voar.
    Abraços mineiros, Leonardo Valente.
    www.lioh.arteblog.com.br
    http://leovalesi.wordpress.com/

    ResponderExcluir