"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 30 de maio de 2011

“Meu Pecado” (23/05/2011)

Enfadado em teu mistério
Ciente do meu sentir
Vendido à minha ilusão
Sem posse do teu olhar
Peco pela razão

Temo o teu querer
Evito as profundidades
Divido meu coração
Na posse do teu sonho
Peco pela solidão

Aceitei a tua distância
Neguei um reencontro
Desisti de toda dor
Na posse do nosso vazio
Peco pelo amor

Ass: Danilo Mendonça Martinho

10 comentários:

  1. Temer o querer tamanho é uma vã tentativa de eternizar o amor já acolhido para sempre de bem-querer.
    Mas te pergunto, é?
    Abraços, poesias vivas aqui!
    Leonardo Valente (MG)
    http://leovalesi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Você tem uma alma poética incrível!
    Sempre me surpreende, como se me conhecesse. Como se também me sentisse.

    Não pare. Não pare.

    ResponderExcluir
  3. escapou? é bom ou mau? :)
    obrigada pelos comentários!

    ResponderExcluir
  4. Lindo Danilo...
    Me roubou as palavras, o ar.

    Beijo.
    Fé Fraga.
    http://mefaltaumpedacoteu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. É pecado sentir demais?
    Se entregar demais?
    Creio que não.

    Bom dia poeta.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Peco pela razão




    estou repleta de pecado rapaz...

    Um beijo.

    Cáh

    ResponderExcluir
  7. Pecado é não sentir, todos demais serão perdoados.

    Abraço Poeta!

    ResponderExcluir
  8. Muito bacana seu blog, poeta! =)
    Textos significativos e significantes.
    Grande abraço,

    @dedenb

    ResponderExcluir