"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quinta-feira, 26 de maio de 2011

“A escolha pela distância” (16/05/2011)

A princípio me parece insensato. Onde o outro não está, não se ama. A saudade pode doer, a palavra pode faltar. É esconder-se atrás da rotina, é não lutar. É deixar sempre para depois o sentir. É proteger o outro protegendo a si, sem ter nenhum dos dois. É fuga, um esquivo, um subterfúgio. A distância não existe é uma coisa que se impõe. O humano sempre é capaz de se fazer inalcançável sem perceber que não viver dói ainda mais. Pra que olhar para o lado? Fingir, disfarçar. Só para manter o sorriso como se fosse isenta de culpa? Escolher a distância me parece simplesmente mesquinho.

Por outro lado a distância é onde o outro não está, onde a palavra se cala, onde pode se esconder, onde se desiste. É evitar o sentir, é proteger-se, é fugir, é impor limites, é não ser afetado, é tentar esquecer. A escolha pela distância pode ser a última alternativa, de quem ainda sente, para deixar de sofrer.

Ass: Danilo Mendonça Martinho

13 comentários:

  1. Ah doeu! Doeu...

    ... me foi preciso entender quantas emoções ainda poderiam ser captadas por uma sílaba que usa chapéu, como se fossem ainda mais, duas sobrancelhas tristonhas repousadas sobre a ausência e a distância.


    Você sempre me explica, sempre acerta... Eu te compreendo.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. "A escolha pela distância pode ser a última alternativa, de quem ainda sente, para deixar de sofrer."

    Sua presença é terapia, bálsamo e chuva para os ouvidos.

    ResponderExcluir
  4. De qualquer forma, eu escolhi a distância. Mas não me sinto mal por isso. Pelo contrário, se pudesse faria tudo outra vez. Parece estranho, mas apesar da distância, é só com ele que sou feliz.

    ResponderExcluir
  5. Belo paradoxo!

    Se foi grande, a maior distância ainda é pequena.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. A distância é uma dor de saudade que encontra-se perto...

    Belo, como sempre...

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Que a sua casa seja sempre o palco de excelente e sensível poesia abrigando os nossos corações...Beijos.

    ResponderExcluir
  8. O silêncio também é uma forma de distância.

    ResponderExcluir
  9. é... a mim também doeu, como à primeira pessoa que aqui comentou.

    eu também te compreendo e concordo contigo, com todas as linhas e entrelinhas.

    abraço!

    Talita
    História da minha alma

    ResponderExcluir
  10. Verdades ditas muito sabiamente.

    Tenha um final de semana feliz!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. A meu ver a distancia é exatamente isso...
    "Por outro lado a distância é onde o outro não está, onde a palavra se cala, onde pode se esconder, onde se desiste. É evitar o sentir, é proteger-se, é fugir, é impor limites, é não ser afetado, é tentar esquecer. A escolha pela distância pode ser a última alternativa, de quem ainda sente, para deixar de sofrer."

    ResponderExcluir
  12. Querido,

    Você não poderia ter traduzido melhor os pensamentos e sentimentos da minha alma no dia de hoje...

    Fantástico!

    Escolher pela distância, talvez, seja o melhor remédio, ainda que doa...

    Beijo enorme!

    ResponderExcluir
  13. vezenquando a gente se protege tanto do que tá fora que ele passa a morar dentro

    .

    ResponderExcluir