"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

“Hoje não” (07/02/2011)

Embrulhou-me o estômago
As faces que se desfaziam
Olhares que já não pertenciam
De um dia para outro
De um momento para o próximo
A dor que parecia na minha pele
O mundo que caia a nossos pés
O corpo que se sente injusto ao ficar
A alma que não sabe o que dizer ao partir
O dia pesa sobre as cabeças sem exceção
Corações em um mundo que os desconsidera

O sol já podia se pôr
Não restou nem sombra de vida
Somos olhos sem direção e propósito
Perplexos pela realidade que se repete
Sufocados pela fala amarga
Ninguém devia sentir isso
Nem mesmo uma segunda-feira
E se é que podemos pensar em algo
É o amanhã

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Hoje, infelizmente grandes profissionais e colegas da Rádio e Tv Cultura(SP) foram dispensados. Ninguém ganha nessa história e a dor é geral. Minha mais profunda sorte para eles.

6 comentários:

  1. É assim, a cada segundo soprado tudo cambia... Na fé a esperança das boas mudanças do amanhã.

    Obrigada Danilo, pelo carinho das visitas constantes.
    Uma linda semana pra você e esperança para os colegas.

    ResponderExcluir
  2. Nem mesmo uma segunda-feira que eu tanto amo, deixou de existir ou ser pesada.

    Seus versos gritam dentro de mim...

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. E como seria a vida, sem palavras?
    Lindos aglomerados delas no seu blog.

    ResponderExcluir
  4. Sabe Danilo, eu acho que é preciso sentir tudo excessivamente para se reconhecer todas as sensações. É impossível ser metade ou apenas parte. Não é fácil, mas é preciso. Bacio

    ResponderExcluir
  5. Ás vezes algumas situações fazem acordar dores antigas que agente já tinha até esquecido que elas existiam...
    bjs*

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o blog.

    Achei-o interessante, valioso.

    Um abraço.

    ResponderExcluir