"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

“Ansiedade” (30/01/2011)

A madrugada me antecipa
Imagens do que desejo
Acordo antes do alarme
Meus olhos querem te ver
É tarde para o coração
A expectativa pulsa
Só resta a realidade
Última instância dos sonhos
Juíza de nossas verdades
Luto para que não me desminta
O beijo cúmplice
O abraço incondicional
A certeza da presença
E sei que posso falhar
O sol já nasce
Trazendo o que não poderemos negar.

Ass: Danilo Mendonça Martinho

5 comentários:

  1. Me vejo em suas palavras, acordando sem os relógios soarem desejando o abraço e o beijo por quem o coração pulsa!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ansiedade meu maior defeito...
    aff como me afeta...
    amo o modo como escreves tão sutil e verdadeiro...
    bjs*

    ResponderExcluir
  3. A poesia é esse sentir pleno, não tem jeito, ou te alcança ou se perde de vez para nunca mais. Você sempre me alcança e espero que continue assim, amanhã e depois...rs
    bacio

    ResponderExcluir
  4. Já virou um dos meus poetas favoritos!
    Simplesmente: perfeito!^^

    ResponderExcluir