"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

"Reveillon de uma alma" (02/01/2010)

Olhei no céu profundo de seus olhos
Encontrei os reflexos de um romance
Nossos corpos finalmente entregues
A vida ganhava novos contornos
A noite explodia de cores e desejos
Escondíamos o nosso na escuridão
Tateavamos o breu de nossas almas
Traduzíamos nosso universo em sensações
Resumidos a uma única paixão

Não importa o quanto me chamem
Continuo a dormir aquela noite
Teu gosto impregnado na minha boca
A vívida memória de tua sombra
Atormenta-me a idéia de perder-te
O dia veio nascer embora bossa recusa
Lutamos sem armas contra a partida
Deixamos ao coração uma promessa
No horizonte restou uma estrela
Perdida para sempre em teu olhar

Ass: Danilo Mendonça Martinho

5 comentários:

  1. Há lembranças que a gente deseja viver pra sempre e outras que não deseja tão avidamente.

    Belo poema, poeta. =*

    ResponderExcluir
  2. Lembranças e silêncios... Saudades e momentos...

    E o silêncio era a direção e o encontro de um caminho de estrelas...

    Beijos!!^^

    ResponderExcluir
  3. Que essa estrela te guie sempre ao retorno desse encontro!
    Agora, linkei seu blog ao meu !!!
    Um beijo querido e admirado poeta meu !

    ResponderExcluir
  4. Alguns poemas simplesmente ficam na pele. Amém

    ResponderExcluir
  5. Danilo, você é talento puro, garoto!
    Estou encantada com suas palavras.

    ResponderExcluir