"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

“Acostumar” (12/01/2011)

Não há nada nessa vida com o que não se acostume, mas é um erro não lutar. Podemos fielmente acreditar que não somos mais que isso, que tudo que acontece seja para o melhor, que as coisas são o que devem ser. Mas honestamente me incomoda este mundo sem saída. Aceitar toda negação, não resistir aos desvios do caminho. Me incomoda, aos poucos, tirarem a vida de nossas mãos. A única coisa por direito que nos faz humanos: a escolha. Sofro ao imaginar que vamos nos acostumar com a miséria de nossas almas e a violência contra nossos corpos; que vamos abaixar a cabeça diante as intempéries do futuro; e simplesmente abandonar nossos sonhos, pelos erros de um passado que não é nosso. Nego assistir a vida passar, nego ser engolido pelo que chamam de “destino”. Somos maiores do que isso, somos livres!

Quando a realidade já não te surpreende, algo em ti já morreu.

Ass: Danilo Mendonça Martinho

6 comentários:

  1. "Quando a realidade já não te surpreende, algo em ti já morreu."

    Disse tudo, e eu me silencio aqui!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Uma frase que é comum ouvir por ai é quando dizem:

    "Ah! Já me acostumei!"

    Que pena...as pessoas parecem cada dia mais alienadas, mais regradas...sem forças para lutarem pelos ideias...tudo confuso!

    Lindo texto, e me inquieta a ideia de que eu possa estar me acostumando com algo que possa me fixar e calar as palavras...é melhor um rever alguns pontos,rs...

    Bjos...lindo texto, adorei o blog...

    ResponderExcluir
  3. Jamais quero abandonar meus sonhos...
    Já que sou 'livre' para as minhas escolhas, escolhi SER FELIZ.
    Eu escolhi me surpreender com a vida.

    Beijos querido!

    ResponderExcluir
  4. "Quando a realidade já não te surpreende, algo em ti já morreu".

    Eis que é chegada a hora... deixaste de viver e vivenciar o que já não lhe pertence mais. Acaba de encerrar um capítulo de sua vida. São ciclos se fechando. Mergulhe dentro de ti e encontrarás o verdadeiro "Eu". Cabe a cada um de nós fazer um novo começo.
    Beijos,
    Mirra

    ResponderExcluir
  5. Como eu olho para a morte como sendo uma premissa renascimento, ficou feliz que algo tenha morrido em mim. Porque a realidade não me surpreende, mas as ilusões sempre. rs
    bacio carissimo e boa semana

    ResponderExcluir
  6. Amooo teu espaço...
    Já estás na minha lista de indicações viu?
    bjs*

    ResponderExcluir