"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

“Soneto Alugado” (18/11/2010)

Vendi a preço barato
Um coração em retalhos
Um amor com dívidas

Cedi parte da vida
Um latifúndio de solidão
Uma terra sem perspectiva

Inundaram-me de esperanças
Ancoraram meus sonhos
Já inexisto na tua distância
Sou sombra dos teus olhos

Fui proprietário do nosso romance
Morador de um ideal
Mas hoje sou teu pertence
Inquilino de uma paixão sem igual

Ass: Danilo Mendonça Martinho

5 comentários:

  1. Hum....inquilino de uma paixão sem igual???
    Esta apaixonado?
    Isso é bom hem.....
    Danilo otima semana pra vc..um beijão!!
    Sol

    ResponderExcluir
  2. Ah, meu coração!

    Esse órgão sem igual,
    que se apaixona todos os dias,
    que vive em sonhos
    despertando vontades!!!!

    beeijos

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso soneto!
    Parabéns!
    Obrigada pela visita! Sinta a vontade para voltar quando quiser. Sua presença é muito importante para nós!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Ah poeta, eu sempre temi te olhar recitando a solidão, tinha medo de ela ficar mais bonita, ou de ela fazer sentido. Ou o medo maior era apenas de confrontá-la assim tal como ela é: uma vida cedida...

    ResponderExcluir