"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

“Basta-me” (31/08/2010)




É preciso preservar o silêncio
A vocalização é ponto comum
Quero mais do meu olhar
Quero muito mais do teu sorriso
As palavras podem ficar aquém
O que fazer quando se perde o fôlego?
Há uma fotografia de um amanhã
Um abajur repousa na estante
Tua luz incide na cadeira vazia
Na penumbra deita uma rosa
Não é preciso mais nenhum verso
A poesia tomou forma de um abraço
Daqui em diante lhe peço cuidado
Duas almas conversam em silêncio

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário:

  1. Coincidimos, sem querer, o tema de nossos blogs! Só que meu silêncio é político, o teu é sentimental.

    Quantas paixões nos podem silenciar?

    ResponderExcluir