"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

“Racionalidade” (16/07/2010)




Entristeci...
Em uma tarde longa demais
Abandonei a poesia
Desliguei o rádio
Abri a janela...
Não havia esperanças
O mesmo concreto
Uma árvore a favor do vento
Um infinito...
Que por mim atravessava
Deixei o mundo de lado
Deitei no chão do meu quarto
Encarei o teto como um espelho
Recalculei os meus passos
Despedacei palavra por palavra
Suspirei...
Sobrava-me o vazio
Desloquei tempo e espaço
Ainda incapaz de me encontrar
Abri mão dos sentimentos
Adormeci na realidade
Acordei sem horizontes
Preso as minhas verdades
Distante dos meus desejos
Libertei...
Enfim o meu amor
Dei-me a razão de quem
Ama...

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário:

  1. Essa é mesmo a época dos pontos finais. rsrs
    O seu muito mais emocional do que o meu, ainda assim de grande importância para seguir a vida.

    ResponderExcluir