"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

domingo, 4 de julho de 2010

“Aflição” (23/06/2010)




Vejo-me morrendo nesta trégua
Esta luta velada por desejos
Palavras de paz que escondem a guerra
Por mais que tente desviar os olhares
Há um peso no ar que me rodeia
A verdade quer ganhar vida
O grito afoga minhas entranhas
As entrelinhas envenenam o sentimento
Nego a intensidade do meu ser
Recuso versos e estrofes
Tudo para não cruzar as fronteiras
Tudo para preservar o momento
Para onde ir depois daqui?
Será um sofrimento retroceder
Será um suicídio continuar
As tensões transbordam a razão
Enquanto jogamos com as possibilidades
O mundo segue sua trajetória
O que sobreviverá a este deserto
Se não uma alma desacreditada
Abandonada de todos seus princípios
E ainda longe de tudo que deseja
Esta batalha secreta que mantemos
Pode trazer a vitória de uma felicidade
Pode também, matar o romance antes do fim

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário