"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quinta-feira, 6 de maio de 2010

“Nossa Casa” (25/04/2010)




Vamos deixar um espaço para saudade
Uma janela para liberdade
Um cômodo para o silêncio

Vamos colocar a coragem no armário
Pendurar o medo atrás da porta
Envolver com virtude o travesseiro

Vamos encher a sala de alegria
Pintar de felicidade as paredes
Lavar a tristeza do quintal

Vamos fermentar a confiança
Preparar a sinceridade
Servir compreensão.

Vamos deitar a melancolia
Cobrir os sonhos
Ninar nossos desejos

Vamos acender a lareira de esperanças
Ouvir um pouco da verdade
Aquecer os corações

Vamos manter a luz acesa para o arrependimento
Convidar as desculpas para sentar
Chorar nossas mágoas

Vamos abrir a porta para o amor
Despedir-se da solidão
Lembra-los de sempre voltar

Vamos construir alicerces de abraços
Uma varanda de paz
Um sótão de poesias

Vamos alimentar nosso quarto de carinho
Guardar os beijos no criado mudo
Ligar o abajur sobre nosso romance

Vamos fazer dos sentimentos nosso eterno lar

Ass: Danilo Mendonça Martinho

2 comentários:

  1. Algum filósofo morto já disse que o corpo é a "grande morada", então é nos sentimentos que estamos mais confortáveis, neles residimos desde a cegueira da sala do parto.




    Fiquei sabendo das suas mancadas, como está o pé? Tõ tentando te ligar daqui do trampo, mas não dá linha! =p

    ResponderExcluir
  2. Pois é isso aí....grande lar!!!

    ResponderExcluir