"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

domingo, 20 de setembro de 2009

“Lugar Algum” (20/09/2009)




Quero uma passagem para lugar algum
Quero começar me esquecendo
E depois não ter mais para onde voltar
Quero dizer adeus em abraços fortes
Quero ser livre para não olhar para trás
Quero uma estrada sem nome
Sem propósitos, motivos, responsabilidades
Quero estar à margem de
Romper algum tipo de barreira social
Ser estranho, a parte, único
Se pudesse escapar das memórias
Se pudesse me despir da consciência
Se pudesse largar meu nome
Se todos os olhos me passassem batidos
Será que teria paz?
Terei ido longe o bastante?
Poderei respirar sem ser interrompido?

Que uma boa alma me acompanhe
Gentil para guardar todos os porquês
Não ter, para comigo, julgamentos
Não quebrar por nada este silêncio
Satisfeita pelo segurar de mão
Indiferente as normas sociais
Certa do abandono próximo
Torcendo em segredo contra
Meu desejo que chegue logo este trem
Que me leve para qualquer outro minuto

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário