"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

“Renuncio” (27/05/2009)




Ao cargo que não me foi dado
Ao amor que não é meu
A amizade distante
Ao medo de você
A verdade entre nós
As mentiras que contei
Ao silêncio que adotei
Ao adeus que permiti
Ao abraço que neguei
As palavras que escondi
Ao coração que magoei
As lágrimas que provoquei
Aos sonhos passados
Aos desejos futuros
A crueldade que me foi capaz
Ao romantismo que me faltou
Os versos que me fugiram
A poesia que nunca escrevi
A declaração que nunca fiz
A precipitação inevitável
Os limites que não considerei
As indelicadezas cotidianas
O humor disfarce
Os gestos que evitei
Os detalhes sem a minha atenção
Os olhos que me encaravam
As mãos que tentaram alcançar
Teu pudor
Teu sentimento
Tua sinceridade
Teu sacrifício
Até teu sorriso
Não serei teu amante
Não serei teu amigo
Não serei teu ontem
Não serei teu amanhã
Não serei teu...
Não serei mártir deste romance
Renuncio a presença em tua memória
Minha única esperança é que me esqueça
Para que não seja eu...a abrir mão.

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário