"Poeta da Colina - Um Romântico no Século XXI"

segunda-feira, 27 de julho de 2009

“Uma Carta sem destino”




Escrevo-lhe no último silêncio da madrugada
Quando até anjos já dormem
A chuva é torrencial lá fora
Tento dispersar as últimas dúvidas
Tua imagem já é latente
Mas sussurro a idéia de um romance
Sou um segredo teu
Guardado somente em olhares
Revelado sinceramente nos sorrisos
Discretamente em gestos e palavras
Sabes que me tens
Pois eu já não engano ninguém

Se a vida reside nas entrelinhas
Se a vida é o que não imaginamos
Se a vida é o que desconhecemos
Então sei que vivo aqui
Descobrindo um mundo com você

Ass: Danilo Mendonça Martinho

3 comentários:

  1. Será possível um segredo a dois?

    Pensei num poema co'essa pergunta.

    ResponderExcluir
  2. Será possível um segredo a dois?

    Será
    que o que calo
    e apenas reflito em seus olhos
    me desmascara
    e revela o medo que tenho
    que meu segredo já seja seu
    como eu também sou?

    Rogério Hernandes

    ResponderExcluir